Cartas a MV – 11

Francisco Martins Rodrigues

Carta a MV (15)

22/3/1988

Caro M:

Tenho recebido os teus bilhetes. Quanto à publicação da carta aberta aos ex-presos políticos, tudo bem. Por mim, alivia-me muito essa solução, pois estou tão sobrecarregado de tarefas que não pode­ria cumprir a promessa do artigo sobre salários em atraso. Estamos a preparar o nº 14 da P.O., para sair em meados de Abril e desta vez queremos dar maior cobertura às questões do trabalho, o que exige me­xermo-nos mais. Deves ter lido na imprensa que por aqui há uma certa agitação contra o pacote laboral do governo e está tudo em marcha pa­ra uma greve geral no dia 28, convocada pelas duas centrais, pela pri­meira vez unidas. Vai ser provavelmente bastante seguida mas sem com­batividade, uma espécie de protesto simbólico para pressionar o Mário Soares a não assinar a lei. a situação do movimento operário continua difícil, muita desmoralização e falta de confiança nas próprias forças. O PCP parece ainda mais paralisado devido às divergências internas, e assim deve continuar até ao congresso, em Dezembro. O Cunhal mais uma vez faz papel de “esquerdista contra os renovadores e o sentimento da base operária é de acreditar nele. Uma miséria portuguesa.

O nosso trabalho continua a romper contra ventos e marés, mas sempre os mesmos. Equilibrámos a situação financeira, que se estava a tornar uma preocupação absorvente, e estamos a tentar abrir-nos um pouco mais. Apesar do ambiente de derrotismo, há algumas pontas a ex­plorar. É preciso porque a expansão da revista continua bloqueada e a nossa influência não sai dum círculo muito restrito de amigos.

Recebeste a P.O. 10 que te faltava? Quanto às contas que pedis­te, a situação é a seguinte: (…). Agora, desta importân­cia deverias deduzir as revistas não vendidas, assim como despesas que tens feito com o envio do “Monde”, etc. Conclusão: tu verás se podes mandar mais alguma massa. (…).

Quanto a encomendas: poderias obter-nos “L’état du Monde” 1987? Envia sempre o “Monde”, tem interesse. O ZM telefonou-me a di­zer que vai aí no fim deste mês, será uma oportunidade de fazerem o ponto da situação na emigração. Um abraço

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s